O diagnóstico de AVC (Acidente Vascular Cerebral), também conhecido como Acidente Vascular encefálico, AVE, sempre acontece após uma série de avaliações médicas, seguidas de exames adequados para chegar a tal conclusão.

Entretanto, existem uma série de sinais que podem indicar um possível diagnóstico de AVC, os quais qualquer pessoa com um conhecimento prévio é capaz de identificar para poder auxiliar a vítima. Por esse motivo, além do diagnóstico, explicaremos a seguir quais são as características mais comuns do AVC, sintomas da doença e cuidados prévios que a pessoa deve tomar para evitá-lo.

O que é um Acidente Vascular Cerebral e Suas Causas

Segundo informações da Academia Nacional de Medicina, ANM, o Acidente Vascular Cerebral tem uma incidência de mais de 750.000 novos casos todos os anos, sendo que no Brasil essa doença é considerada a principal responsável pelas causas de óbitos.

Há dois tipos principais de AVC, o isquêmico, que representa 80% dos casos e o hemorrágico, que incide em 20% das vezes.

O Acidente Vascular Encefálico isquêmico, ocorre devido uma obstrução do fluxo sanguíneo nas vias e alimentam o cérebro, uma obstrução arterial que pode ocorrer por trombose ou embolia, por exemplo, em uma determinada área do encéfalo.

O AVC hemorrágico acontece quando há a ruptura do vaso sanguíneo cerebral, causando um sangramento em determinado ponto do sistema nervoso, pode ocorrer por compressão das estruturas nervosas ou aumento da pressão no crânio.

As Principais Causas do AVC Isquêmico São:

  • Aterosclerose – quando há o acúmulo de colesterol e triglicérides, plaquetas e outros tipos de substâncias no interior dos vasos, causando o estreitamento e eventualmente a obstrução.
  • Trombos – pequenos coágulos de sangue que transitam nos vasos e quando encontram uma via mais estreia, causa a obstrução;

As principais causam do AVC hemorrágico são:

  • Aterosclerose;
  • Arritmias cardíacas;
  • Hipertensão arterial;
  • Ferimentos na cabeça e no pescoço;
  • Endocardite;
  • Distúrbios de coagulação do sangue;
  • Alguns tipos de inflamações nos vasos sanguíneos;
  • Infarto agudo do miocárdio, entre outros.

Sintomas e Diagnostico do AVC

Como dissemos, o diagnóstico de AVC só pode ser realizado depois de análise médica, porém, a histórica clínica e alguns sintomas podem ser indicativos para a doença, por esse motivo, saber reconhecer quais são os sintomas de um Acidente Vascular Encefálico é fundamental.

O corpo do indivíduo apresenta sinais como:

  • Perda ou diminuição repentina da força da face, causando um “sorriso torto”, perda da força no braço ou perna em um dos lados do corpo;
  • Sensação de formigamento no rosto, perna e braço em dos lados do corpo;
  • Perda repentina da visão em um ou ambos os olhos;
  • Dificuldade para articular palavras, se expressar ou compreender a linguagem;
  • Dores de cabeça intensas e súbitas, sem causas aparentes;
  • Vertigem intensa, desequilíbrio seguidos de vômitos ou náuseas repentinas.

Em face de qualquer um desses sintomas a pessoa deve ser imediatamente encaminhada a um hospital para receber o provável diagnóstico de AVC.

Nesse momento, o médico fundamenta o diagnóstico a partir da elaboração de uma história clínica do paciente, entretanto, apenas isso não é suficiente para determinar o tipo de AVE (Acidente Vascular Encefálico), se isquêmico ou hemorrágico.

Por esse motivo, exames de imagem como a tomografia computadorizada e a ressonância magnética, entre outros, são capazes de ajudar no diagnóstico, bem como as causas para o mesmo.

Em vista do alto grau de mortalidade e do grande número de incidências, manter seus exames e consultas periódicas em dia é um importante passo para a prevenção de um quadro de AVC, logo, contar com uma clínica especializada no atendimento e diagnóstico da doença é fundamental.

A Clínica Sette atua a muitos anos com excelência como uma das melhores clínicas de Guarulhos, unindo qualidade a preços extremamente atrativos, entre em contato conosco, conheça mais sobre nossa clínica e nossas especialidades, bem como nosso corpo médico e fique tranquilo(a) com a sua saúde.

Fale Conosco